PGQP-RS Prêmio Press
Alison Zigulich
Buscar no site:

Notícias


Empresários pedem ajuda ao deputado federal José Otávio Germano para implantar videomonitoramento
18 de Agosto de 2016

Proposta inclui 12 câmeras nos principais acessos e nos maiores pontos comerciais da cidade, além da construção de uma central de vigilância e monitoramento junto à Brigada, que poderá ser efetivamente concretizada com recursos federais.

 

O presidente da Câmara de Agronegócio, Indústria, Comércio e Serviços de Cachoeira do Sul (CACISC), Paulo Alex Falcão, juntamente com o vice-presidente Fábio Silva, reuniu-se com o deputado federal cachoeirense José Otávio Germano, nessa quarta-feira (17/08), em Cachoeira do Sul, para pedir apoio ao projeto de videomonitoramento. Segundo Falcão, a entidade está buscando informações nas últimas semanas para buscar viabilizar a implantação de um projeto de videomonitoramento, já que a prefeitura não conseguiu tirar do papel.

 

“Vislumbramos uma proposta que inclui 12 câmeras, cobrindo todos os principais acessos e também os maiores pontos comerciais de nossa cidade”, comentou Paulo Falcão. Para os dirigentes da CACISC, o assunto é uma das maiores prioridades de Cachoeira do Sul e inclusive já foi pauta de todas as maiores entidades empresariais como Sindilojas Vale do Jacuí, Sindicato Rural, CDL, entre outras, por isso busca agora ampliar os caminhos para que sejam viabilizados os recursos necessários. O deputado federal José Otávio Germano viu com bons olhos e gostou do projeto. Conforme o presidente da CACISC, Germano garantiu que irá colocar no orçamento da União para 2017 recursos no valor de R$ 400 mil para execução deste projeto, que poderão ser captados e direcionados através de emenda parlamentar individual de seu gabinete em Brasília.

 

Para o  vice-presidente Fábio Silva, esta é uma ótima notícia e que pode fazer com que Cachoeira tenha um excelente sistema de videomonitoramento para combater e inibir uma série de crimes que estão acontecendo e que preocupam não só o comércio, como também diversos outros setores. “Precisamos estar atentos a estes problemas, e as entidades empresariais cumprem seu papel de promover a melhoria da qualidade de vida com mais segurança para os nossos estabelecimentos comerciais e para a nossa comunidade”, comenta Silva.


Fonte: Jornalismo DPress



AFUBRA - Associação de Fumicultores do Brasil
YouTube Flickr
Twitter Facebook
S-Info S-Maq - Soluções Web